: :: TRIAL 4X4 DE LOUSADA - EUROCIRCUITO

: :: DATA: 29 DE MARÇO 2009 »» O MELHOR TRIAL CONTINUA ...

Com apoio de:

Média/Partners:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Reportagem TV Galiza --- Clique aqui


 

Troféu Ibérico Trial 4x4 Lousada 2009 from Canal Trial 4x4 on Vimeo.


: :: TROFÉU IBERICO TRIAL 4X4 2009

: :: Press realese

Troféu Ibérico Trial 4x4/Lousada
Dez mil assistiram à principal competição de Trial 4x4


A segunda edição do Troféu Ibérico de Trial 4x4 arrancou este domingo com casa cheia no circuito da Costilha em Lousada. Sob a batuta dos Trilhos do Nordeste Clube Todo Terreno dez mil pessoas assistiram à principal competição de trial 4x4 em Portugal, que contou com a participação de trinta e quatro equipas, das quais, seis vieram da Galiza/Espanha.
Depois das verificações técnicas e administrativas, a caravana dos 4x4 entrou em acção para a sessão de treinos cronometrados que iriam determinar os lugares a que cada equipa iria ocupar na linha de partida. Eram muitos os “galifões” ao melhor lugar na grelha de largada para as 3 horas de “resistência” mas seria Alexandre Pereira e Nuno Raimundo (Apollo) a conseguirem a melhor marca. Seguiu-se o estreante Paulo Candeias e Carlos Campelos (Stand Candeias), na frente da primeira dupla espanhola, Raul Regueira/Abilio Amado (Quintanillas III). Uma prova que ficou marcada por muitos regressos de “históricos” da modalidade, entre eles, o campeão nacional de trial – Vasco Andrade; Emanuel Costa, vencedor da primeira edição do troféu ibérico trial 4x4 – estreando nesta jornada o novo Wrangler Rubicon, entre muitos outros. Com o aproximar das 14horas, o publico foi-se apoderando dos melhores lugares para ver de perto as maquinas em movimento, na abordagem dos vários obstáculos naturais e, alguns artificiais “desenhados” ao longo do circuito. Poucos minutos passavam da hora certa quantos se começaram a ouvir os motores, a nuvem de fumo anunciava o arranque dos poderosos 4x4. Na abordagem à primeira curva do circuito nada de novo, Apollo e Stand Candeias seguiam na cabeça do pelotão. Com a primeira meia hora de prova, apenas cinco equipas tinham completado uma volta, por esta ordem: Apollo, Ladricolor, Stand Emanuel Costa – grande recuperação ao sair do 23º lugar da grelha, Ventilações Moura e F-Racing. Enquanto a maioria das equipas se via confrontada com as dificuldades na passagem da vala, o quinteto da frente ia alternando de posições e aumentando a vantagem para o segundo pelotão. Completada que estava a primeira hora de corrida, Rui Querido assumia a liderança, seguido por Alexandre Pereira e Emanuel Costa. Eis que começam os inúmeros problemas para o Toyota da “Apollo” que o levam a perder muito tempo nas boxes; Stand Emanuel Costa capota na vala e parte a direcção, uma perda irrecuperável com vista aos lugares cimeiros; F-Racing fica sem embraiagem e parte transmissão, levando à desistência, o mesmo acontecendo com a Paljet. Já fora de prova, encontrava-se o campeão nacional de trial – Repsol Amiauto TT e Moveis Vasco devido a problemas mecânicos; enquanto Fevinor, Dinapaca, Inersel e PJ Automóveis começam a recuperar posições aproximam-se dos lugares do pódio.
Quando falta apenas uma hora para o término da prova e com o publico a não arredar pé, antes pelo contrário – aumentava o “volume” humano, a “Ladricolor” e “Ventilações Moura” assumem-se como principais candidatas ao triunfo, com Paulo Oliveira (PJ Automóveis) a uma volta. Até bem perto do final este trio manteve-se intocável, registando a troca de líderes, passando Gustavo Moura a ocupar a primeira posição, relegando Rui Querido para a segunda posição: Num plano mais distante Rui Dias (Dinapaca), Marco Oliveira (Inersel) e Paulo Candeias (Stand Candeias) mantinham as ambições de um lugar no pódio. A derradeira meia hora foi de “loucos” ou apenas, a confirmação de quem foi mais regular ao longo de toda a prova. Gustavo Moura e Miguel Lopes garantem uma extraordinária vitória para a “Ventilação Moura”, ao passo que a “Ladricolor” fica fora do pódio devido a uma penalização de uma volta – por falta de homologação do capacete aquando das verificações. Assim, seria a dupla Paulo Oliveira/Tiago Silva (PJ) a chegar ao segundo lugar – depois de uma excelente recuperação sem “visitar” as boxes ao longo de toda a prova, na frente de Rui Dias e Fernando Batista (Dinapaca). A fechar os cinco primeiros, Ladricolor e Inersel. Uma jornada repleta de emoção, muita competitividade, bons carros, bons pilotos e, excelente campanha da modalidade do trial testemunhada por uma imensa moldura humana que soube bem desempenhar as suas funções.
A próxima jornada do Troféu Ibérico de Trial 4x4 disputa-se a 17 de Maio na pista de Sever de Vouga numa organização do CDC Paradela/Trilhos do Nordeste.

: :: TROFÉU IBERICO TRIAL 4X4 2009

: :: Fotos José Silva (alta qualidade 966506329) e Luis Almeida (alta qualidade 919617784)

       

: :: TROFÉU IBERICO TRIAL 4X4 2009

: :: Classificações Trial 4x4 de Lousada

Lista de Inscritos

Lista de Participantes

Treinos Oficiais

Classificação 00h30

Classificação 01h00

Classificação 01h30

Classificação 02h00

Classificação 02h30

Classificação Final Oficial

Pontuação

 

 

 © Copyright by Diant